segunda-feira, agosto 21, 2017

Pílulas à base de fezes prometem ser a solução definitiva contra a obesidade



















Algumas dessas bactérias são responsáveis por estimular o corpo a armazenar mais gordura. Dessa forma, eles inventaram uma forma ‘simples’ de ajudar a combater a obesidade, e envolve uma medicação feita à base de fezes.

O estudo já foi testado em roedores e até o final do ano será feito um ensaio em seres humanos. Serão oferecidas a 20 pacientes obesos, cápsulas de fezes liofilizadas (desidratadas) para ajudar a combater o sobrepeso. A professora e pesquisadora clínica no Massachusetts General Hospital, nos Estados Unidos, Elaine Yu, é quem está conduzindo a pesquisa. Segundo ela, amostras de fezes de doadores saudáveis irão passar pelo processo de desidratação e serão colocadas cerca um ou dois gramas em cada cápsula.

Por seis semanas os pacientes serão tratados com as pílulas de fezes e terão seu peso e saúde monitorados pelos pesquisadores por cerca de três, seis e doze meses. Durante este tempo, os doadores também deverão manter os seus hábitos alimentares e de saúde normais.

A medicação a base de conteúdo fecal é usada, atualmente, em tratamentos para a infecção pela bactéria Clostridium difficile. Com ela, o equilíbrio adequado de bactérias no intestino é restaurado, de modo que o organismo do paciente possa combater a infecção. Contudo, agora os cientistas acreditam que esse medicamente também pode ser capaz de equilibrar o sistema digestivos de indivíduos obesos. Jornal Ciência!



2 comentários:

  1. CURA DE MERDA...
    JOÃO SANTANA foi operado nesta segunda-feira (21) no Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo para retirada de um câncer no estômago.
    JOÃO ainda tem muito dinheiro. Por isso, não precisa sofrer nas intermináveis filas do SUS.

    ResponderExcluir
  2. O juiz da Lava Jato de Curitiba desbloqueou R$ 10 milhões das contas de JOÃO SANTANA para aliviar a amargura financeira do coitado. Mas, o magistrado arrependeu-se e, em seguida, suspendeu os efeitos da decisão. SANTANA retornou à estaca zero do sofrimento.

    ResponderExcluir