terça-feira, abril 18, 2017

Lajes Pintadas: ‘Minerais de Urânio’ não compromete a saúde dos lajespintadenses, diz Bibi Fernandes


A respeito do resultado da pesquisa feita há alguns anos pelos pesquisados da UFRN, a reportagem do ‘DL’ entrou em contato com Bibi Fernandes, Técnico de Mineração ele deu a sua opinião sobre o caso.

– Minha primeira experiência como Técnico de Mineração, foi trabalhar com mapeamento de rochas pegmatíticas enriquecidas em minerais radioativos, na região de Campos Belo, Goiás.

Os coordenadores do Projeto especializados na França, nos asseguraram que nenhum risco corríamos trabalhando com minerais atômicos, enriquecidos em urânio; pois os trabalhos eram realizados a céu aberto.

Trabalhei depois de formado em geologia pela UFRN, nessas mesmas rochas, consciente de que não traria contaminação ou comprometimento à saúde do ser humano.

Atualmente os trabalhos realizados pela Armil mineradora, na extração mineral, em nossa região, em nada compromete a saúde dos garimpeiros que ganham o pão de cada dia, extraindo os minerais.

Portanto, as extrações, que atualmente são realizadas, na Tapera e na Mina dos Morcegos, na Serra Vermelha, não comprometem em nada à saúde dos lagespintadenses, porque se assim ocorresse o DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) autorizaria um trabalho que muito mal causaria a população da região.                


Um comentário:

  1. Vejo que os argumentos esposados pelo ilustre geólogo lajes-pintadense têm consistências. Eu já estava de mala e cuia prontas para sair por aí mundo afora em busca de outros horizontes. Mas, por enquanto, diante da boa notícia, vou ficar por aqui até quando Deus quiser.

    ResponderExcluir