quinta-feira, maio 04, 2017

Presidente Temer pune 31 deputados





















Foram 31 os deputados que perderam cargos no governo Michel Temer, inclusive para seus apadrinhados, em razão das traições na votação da reforma trabalhista na Câmara, aprovada por 296×177 votos.

Entre os cargos retirados estão vice-lideranças na Câmara, cargos em ministérios, direção de autarquias, além de representações de órgãos federais nos Estados, gestão em empresas estatais etc.


No Rio Grande do Norte foram dois: Antônio Jácome e Ricardo Motta. Por Cláudio Humberto! 



3 comentários:

  1. É preferível o deputado ‘’trair’’ um governo golpista que penalizar a vida dos trabalhadores e comprometer o futuro político do próprio parlamentar.
    Esse governo que só tem 2% de aceitação popular está com os dias contados até 31 de dezembro de 2018.

    ResponderExcluir
  2. O perigo é que até o final de 2018, esse homem vai causar um estrago que em 100 anos ninguém poderá recuperar.

    ResponderExcluir
  3. JotaBê (Natal/RN)5 de maio de 2017 12:18

    Bota cem anos nisso, meu camarada!
    A farra da ‘’prefeitada’’ sob o comando da Femurn nesta sexta-feira (05) é em Campina Grande, no agreste paraibano. Lá, naquela cidade, está concentrado um dos maiores polos industriais do Nordeste e como também um dos maiores polos tecnológicos da América Latina.
    Campina Grande tem um passado, um presente e um futuro promissor.

    ResponderExcluir