sexta-feira, fevereiro 03, 2017

Crise na Rede Globo de Televisão

A crise nacional não atinge profundamente apenas os jornais impressos no País, que têm recorrido à redução dos seus quadros para tentar sobrevivência no mercado editorial. Os grandes conglomerados nacionais de TV, como as Organizações Globo, não escapam da guilhotina dos tempos sombrios.

Na sucursal de Brasília, uma das mais importantes do País, a ordem é trocar medalhões de altos salários por caras novas de baixos salários. Na vassourada, o primeiro a ser atingido foi o jornalista Carlos Monforte, há mais de 30 anos na empresa. Por Robson Pires! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário