sábado, janeiro 21, 2017

Câncer de próstata: ressonância é duas vezes mais precisa que biópsia, diz estudo























Em vez de se submeter a uma biópsia, exame extremamente invasivo, os homens com suspeita de câncer de próstata poderiam (e deveriam) realizar uma simples ressonância magnética e ter o dobro de chances de detectar corretamente a gravidade do tumor, afirma um novo estudo publicado na “Lancet”.

Os pesquisadores chegaram a esta conclusão após um grande ensaio clínico, feito com 576 homens. E especialistas acreditam que os resultados podem influenciar uma mudança de prática médica, já que este é considerado “o maior avanço no diagnóstico do câncer de próstata em décadas, com o potencial de salvar muitas vidas”, ressaltou, por meio de um comunicado, a instituição Cancer UK.

O câncer de próstata é que mais assombra o sexo masculino em todo o mundo. No Brasil, é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens: um a cada 36 brasileiros morrerá dessa doença, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Por Robson Pires!



Nenhum comentário:

Postar um comentário