quarta-feira, dezembro 28, 2016

Repatriação só será liberada em janeiro do ano que vem

A tão sonhada multa da repatriação que estava prevista para ser repassada aos municípios no próximo dia 30 de dezembro, só será repassada no  começo de Janeiro de 2017, para a alegria dos novos gestores que irão iniciar o ano com bom dinheiro nos cofres.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) ministra Cármen Lúcia negou a antecipação da multa.





5 comentários:

  1. FIM DE MANDATO É UMA DESGRAÇA.
    A presidente do Supremo Tribunal Federal frustrou a farra dos prefeitos no fim do mandato e do ano. A bolada de quase meio milhão de reais oriunda da Repatriação que seria creditada ainda este ano nas contas das pequenas prefeituras (0.6) do Rio Grande do Norte falhou. Por puro azar dos prefeitos que saem o dinheiro só virá de Planalto para esborrotar os cofres das prefeituras de Pedra Preta, Japi, Venha-Ver, Jundiá, Lucrécia, Lagoa de Velhos, e muitas e outras, em janeiro do ano que entra. Já começou o chororô, o samba está acabando, mas a ficha da molecada ainda não caiu. Têm alguns puxa-sacos e sem-vergonhas batendo asas em direções opostas, falando mal daqueles que lhes serviram até o repasse do FPM depositado nas contas dos municípios no último dia 20 próximo passado.

    ResponderExcluir
  2. Lascou os que tão saindo e encheu o rabo dos que tão chegando. É assim mesmo, ou eu tô errado?

    ResponderExcluir
  3. Quem manda aqui são os politiqueiros de plantão. Dizem que a dinheirama já está ferrada na conta das prefeituras no Banco do Brasil, ouvindo a conversa, com nome e CPF dos legítimos proprietários. Aí, caso se confirme a lorota, encher-se-á a rabada daqueles que estão saindo, e lascar-se-ão os pobres e endividados que estão chegando.

    ResponderExcluir
  4. O atual salário é de R$ 880,00. Para 2017, estava previsto um mínimo de R$ 945,00, mas a PEC do teto da reforma Temer já começou a matar àqueles que não ganham nada, ou seja, ganham apenas um salário mínimo. O mínimo que estava previsto para o próximo ano, repito, era de R$ 945,00, entretanto, para atender a proposta do governo, passará a ser de R$ 937,00. Uma perda de R$ 8,03. É o começo da decaída, ou seja, da desvalorização do salário mínimo, que, com licença da palavra, não vale porra nenhuma. Vai à estaca zero daqui a pouco tempo.
    Esse governo ilegítimo e sem voto de Temer será uma espécie de sarna que atormentará a vida e o sossego do povo brasileiro.
    Dom Paulo Evaristo Arns (1921-2016), frade franciscano e cardeal-arcebispo emérito de São Paulo. Dom Evaristo era irmão da médica pediatra e sanitarista Zilda Arns (1934-2010). Ele e ela que tanto fizeram pelo Brasil já estão na Glória de Deus.
    Pois bem, o futuro do Brasil é incerto porque está sob os cuidados de um governo com elevado índice de rejeição popular.

    ResponderExcluir
  5. O andar desajeitado do governo de Michel Temer parece com uma cobra estrebuchando na areia quente.

    ResponderExcluir