terça-feira, dezembro 27, 2016

PT perde força no Senado e mira onde poderá incomodar mais

VEJA – Agora na oposição, o PT sabe que seu poder vai minguar no Senado. O partido, que hoje comanda duas comissões, vai ficar com apenas uma a partir do ano que vem.

Perderá a Comissão de Direitos Humanos (CDH) e a de Assuntos Econômicos (CAE), uma das mais importantes da Casa e que passará às mãos do PSDB, mais precisamente de Tasso Jereissati.
Mas  legenda está lambendo os beiços com a possibilidade de indicar um dos seus para presidir a Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Os petistas têm seus motivos.

A CAS é um campo aberto para descer a ripa em Michel Temer, já que a área social é uma das mais vulneráveis do atual governo.

Um petista na presidência desse colegiado poderá dia sim, outro também incomodar muito a vida de Osmar Terra e até de Marcela Temer. O primeiro é o ministro de Desenvolvimento Social e a primeira-dama, madrinha do “Criança Feliz”, programa que está sob o guarda-chuva da pasta comandada por Terra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário