domingo, dezembro 18, 2016

Charge do DL. Políticos


Um comentário:

  1. DANOU-SE. ERA SÓ O QUE FALTAVA.

    Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) debruçaram-se sobre contratos celebrados pelos municípios norte-rio-grandenses de Florânia, Timbaúba dos Batistas, Santo Antônio e Santa Cruz do Inharé.

    Auditoria realizada pela Secretaria de Controle Externo no Rio Grande do Norte (SECEX) constatou ausência de prestação como o Ministério da Agricultura. Agora, o TCU dá prazo de 120 dias para que esses municípios providenciem os documentos contábeis relativos à prestações de contas.

    Na auditoria ficou constatada a ausência de uso da perfuratriz na execução de poços, depois de passados mais de dois anos da aquisição. Houve também a constatação do recebimento de hastes em quantidade interior ao previsto no edital e na proposta da empresa vencedora do certame licitatório, o que permite a perfuração de 75 m em vez 90 m, violando os art. 62 e 63 da Lei Federal nº 4.320, de 17 de março de 1964.

    Não ocorreu devolução integral do saldo remanescente do ajuste no montante de R$ 34.767,60, contrariando, assim, o disposto no art. 73 da Portaria Interministerial CGU/MF/MP 507/2011.

    ALEXANDRE MAGNO

    ResponderExcluir