terça-feira, dezembro 20, 2016

Carlos Eduardo, Álvaro Dias e 29 vereadores são diplomados em Natal
























O Prefeito de Natal Carlos Eduardo foi diplomado, na tarde desta segunda-feira (19), pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) em cerimônia realizada no Hotel Holiday Inn (Salão Atlântico), Lagoa Nova.

A solenidade de diplomação, que ficou a cargo do juiz da 1ª Zona Eleitoral, Reynaldo Odilo Martins Soares, contou com a presença do Presidente do TRE-RN, desembargador Dilermando Mota, e comtemplou além do Prefeito reeleito Carlos Eduardo, o Vice-Prefeito Álvaro Dias e os 29 vereadores eleitos em Natal no pleito de 2016 para o quadriênio 2017/2020. Por Heitor Gregório/Fotos: Canindé Soares!



2 comentários:

  1. O presidente Temer aceitou o pedido do ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, em favor das prefeituras que estão de pires na mão, e gritando o êpa sem recursos suficientes para o enceramento do mandato dos atuais prefeitos.
    No próximo dia 30 de dezembro, os recursos oriundos das multas de repatriação serão creditados nas contas dos municípios. Será a última farra dos alcaides nesse fim de mandato.

    ResponderExcluir
  2. Os menores municípios de coeficiente monetário 0,6 já receberam ou receberão antes do fim do ano quase R$ 500.000,00 (meio milhão de reais). É muito dinheiro para chegar assim de uma tacada, enchendo os cofres da municipalidade numa véspera de Natal e Ano Novo.
    Só a título exemplificativo: um município na região de Angicos, com pouco menos de 3.000 habitantes, receber quase 500 mil reais dos recursos da repatriação, talvez não seja muito, mas, em termos proporcionais, também, não é pouca coisa.
    Todavia, as despesas desse município são muito elevadas, proporcionalmente, exorbitantes. Só os subsídios do prefeito, a partir de janeiro de 2017, serão de R$ 15.000,00, os do vice-prefeito, sem voto e sem fazer nada, serão de R$ 7.500,00, os secretários municipais ganharão R$ 3.500,00, os vereadores R$ 5.000,00 cada um, e o presidente R$ 6.500,00.
    O IDH-M do município é de 0,558, ou seja, baixo, indicando que a população é pobre que só Jó. Enquanto isso, a elite governante é muito bem paga pelos sofridos contribuintes.

    ResponderExcluir