terça-feira, outubro 25, 2016

Vaquejada não pode parar!




















O Solidariedade, presidido pelo deputado federal Paulinho da Força (SP), a Associação Brasileira de Quarto de Milha (ABQM) e a Associação Brasileira de Vaquejada (ABVAQ) preparam ato em Brasília, hoje, pela liberação da Vaquejada em todo território nacional. Muito comum no Nordeste, a Vaquejada é uma atividade competitiva na qual os vaqueiros têm como objetivo derrubar o boi puxando o animal pelo rabo.

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional a Lei Cearense nº 15.299/2013, que regulamentava os espetáculos de Vaquejada no Estado. Com o entendimento, o evento passa a ser considerado uma prática ilegal.

A organização da Vaquejada pretende levar a Brasília centenas de caminhões de boiadeiro e cerca de mil cavalos, que realizarão um ato em frente ao Congresso Nacional, às 10 horas, na terça-feira.


Paulinho da Força lembra que a atividade emprega cerca de 700 mil trabalhadores no Nordeste e faz parte da cultura regional de muitos estados.  “A Vaquejada é um evento cultural e gerador de empregos. Respeitamos a decisão do STF, mas não podemos fomentar práticas que gerem o desemprego”, alertou o parlamentar. Do Blog de Robson Pires! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário